segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Intermezzo

http://www.guardian.co.uk/environment/2009/feb/26/toilet-roll-america

Usar papel higiénico suave causa uma pegada de carbono maior que conduzir um Hummer, disse Allen Hershkowitz, investigador senior no Natural Resources Defence Council (UK). "As gerações futuras vão olhar para a forma como fazemos papel higiénico como um dos grandes excessos da nossa era."

O Greenpeace iniciou uma campanha para aumentar a consciência dos norte-americanos para os custos ambientais dos seus hábitos de casa de banho. Para isso produziu um guia que diz quais são marcas de papel higiénico correctas e quais as incorrectas.

Os norte-americanos consomem três vezes mais papel higiénico que o europeu médio, e cem vezes mais que o chinês médio (!).

Então são as petrolíferas, as metalúrgicas, as produtoras de electricidade e os fabricantes de papel higiénico que promovem a negação das alterações climáticas.

Mas esta não consegue ser tão boa como a de que o aquecimento global provoca acne.

E também leva as Filipinas a prostituirem-se.

E, já agora, mais uma previsão do Met Office, seriamente candidata ao Prémio Pinóquio:

"Não fosse pelo aquecimento geral já observado nas temperaturas globais, este inverno [2008-2009] poderia ter sido mais frio.

"Peter Stott, Cientista Climático no Met Office, disse: 'Apesar do inverno frio neste ano [2008-2009, repito] a tendência para invernos mais suaves e húmidos é suposta continuar, com a neve e o gelo a tornarem-se cada vez menos uma característica do inverno no futuro'.

"Espera-se que um inverno como o famoso inverno de 1962-63 ocorra agora apenas uma vez cada 1.000 anos ou mais, em comparação com todos os 100 ou 200 anos antes de 1850."

Sem comentários: