domingo, 31 de janeiro de 2010

Mais erros do IPCC: sede, fome, malária e a parcialidade bombástica

http://wattsupwiththat.com/2010/01/25/the-ipcc-more-sins-of-omission-%E2%80%93-telling-the-truth-but-not-the-whole-truth/

Anthony Watts menciona aqui alguns erros do IPCC, sobre a fome e a malária, muitos conhecidos. Os erros tendem a ser esquecer-se de mencionar o outro lado.

No que respeita a água, menciona, como muitos outros, que se algumas populações irão ficar com dificuldades, as que vão deixar de tê-las são incomparavelmente mais.

No que respeita à fome, o estudo mostra que muito ficarão sem comida com aquecimento global; mas o IPCC não menciona que muitos mais ficarão igualmente à fome com ou sem aquecimento global. Aqui, o problema é mesmo a fome, e não o aquecimento global.

No que diz respeito à malária, refere, entre muitas coisas, quase o mesmo que para a fome: a população em risco com aquecimento global é menos que sem aquecimento global.

Em resumo, a contribuição do AGAC para qualquer aumento da fome ou da malária é mínimo, e no que respeita à falta de água, irá reduzir o risco.

Curiosamente, o autor de um dos estudos, Parry, era presidente do WG2 do IPCC que chegou a estas conclusões, pelo que decidiu, pelos vistos, eliminar parte do seu próprio trabalho!

Sem comentários: