segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Agora falta o oxigénio




Estava previsto.
A ecologia é uma indústria de que dependem milhões de pessoas, não só as organizações de activistas, como políticos, financeiros e jornalistas do ambiente.
Ora, não podemos deixar as coisas sem um bom susto que faça com que as suas existências e proventos estejam justificados.
Acabando o susto do CO2 (está longe de ter acabado, mas os assuntos actuais não caem no molde do costume), previam-se dois novos sustos: os plásticos e a falta de oxigénio.
Assim, o Times Online traz hoje esta notícia: Como podem os seres humanos remover o oxigénio dos mares e matar toda a vida neles? É preocupante a nível mundial a queda dos níveis de oxigénio na água do mar. Há indicações de uma queda do nível de oxigénio, e já se fizeram medições. Os cientistas dizem que o conteúdo de oxigénio dos mares pode cair até 7% até ao fim do século, etc., etc. as coisas do costume. Ver também uma pesquisa por termos.
Mesma história. Se não for uma coisa, tem de ser outra, mas paguem-me.

 

Sem comentários: