segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

CRU: outro membro do inquérito suspeito de parcialidade


Na semana passada, o blog de Bishop Hill, com a colaboração dos leitores, encontrou muita informação pasmosa sobre um componente do inquérito imparcial ao climategate no CRU, Prof. Geoffrey Boulton, que é homem e lenda (!).
Trabalhou 18 anos na escola de Ciências Ambientais na U de East Anglia.
Diz que a discussão sobre o Aquecimento Global Antropogénico Catastrófico acabou.
Faz voltas pela Inglaterra toda a falar sobre as catástrofes do aquecimento global.
Acha que os glaciares dos Himalaias vão estar derretidos em 2050.
Assinou uma declaração que apoia o “consenso”, após o climategate, e que fala de cientistas da máxima integridade.
É, na essência, um alarmista do aquecimento global.
Não tem problemas em usar o termo “negador” em debates sobre o clima: “Denial is equivalent to saying: "I don't know anything about science, so given the choice of trusting 99.9 per cent or 0.1 per cent of the experts, I'll go with the 0.1 per cent." (“Negar é equivalente a dizer: Não sei nada de ciência, então, dada a escolha entre confiar em 99,9% ou 0,1% dos peritos, vou acreditar nos 0,1%.”)
Diz Bishop Hill: “A ideia de que este homem não tem preconceitos sobre o aquecimento global e não tem ligações com o CRU é evidentemente ridícula”.
O jornal Scotsman pega na ideia.
Boulton diz que não tem nenhuns preconceitos sobre o aquecimento global (!) e que a comissão precisa de uma pessoa conhecedora do campo como ele.
É tão conhecedor e imparcial que até subscreve sticks de hóquei. Mais baixo que isso não é possível.



A comissão de inquérito diz aqui que nenhum dos membros tem qualquer ligação com o CRU ou o IPCC, e diz aqui que os membros foram escolhidos por não terem preconceitos sobre alterações climáticas ou ciência climáticas.

Steve McIntyre também não está nada satisfeito com Geoffrey Boulton.

Update: segundo Steve Mc Intyre, Hegerl, que trabalhou com Boulton, tem 41 emails nos ficheiros do Climategate. Outros dois colegas dele, Gabi e Crowley, têm respectivamente 29 e 125. E que outro membro da comissão, Peter Clarke, trabalha na mesma universidade de Boulton e é vizinho dele.

Update: Boulton fica.


Sem comentários: