quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

IPCC rejeita sumariamente




Falta qualquer coisa no título deste post, não falta? No press release do IPCC também falta (atenção, que o link não é permanente, por isso copio aqui). E diz:

Recent media interest has drawn attention to two so-called errors in the Fourth Assessment Report (AR4) of the IPCC, the first dealing with losses from disasters and the second on the subject of Amazon forests.  The leadership of the IPCC has looked into both these instances and concluded that the challenges are without foundations. In neither case, did we find any basis for making changes in the wording of the report. We are convinced that there has been no error on those issues on the part of the IPCC. We released a statement about the disaster issue. As far as the second subject dealing with the Amazon is concerned, again, the IPCC has valid reasons for publishing the text as it stands in the report.

In response to these baseless charges, we have decided to provide details on the manner in which the IPCC has implemented its principles and procedures.  These are the foundations that provide assurance on the validity and accuracy of statements made in the AR4. “

Resumo: os jornais chamam a atenção para dois supostos erros nossos. A direcção olhou para ambos e conclui que nenhum tem fundamentos. Em nenhum caso encontramos razões para alterações, e estamos convencidos que não houve nenhum erro. Quanto ao primeiro caso (danos por desastres naturais), fizemos uma declaração. Quanto ao segundo caso (Amazónia), temos razões para publicar tal como está. Aproveitamos para publicar detalhes sobre os nossos princípios e procedimentos, que garantem a segurança da validade e precisão das nossas afirmações.
O que se resume a “rejeitamos sumariamente as vossa afirmações sem fundamentos e não damos razões”.



A tal declaração diz, resumindo: O Sunday Times enganou-se em duas coisas: achou que uma pequena secção é tudo o que o IPCC tem a dizer sobre desastres. Na realidade, o IPCC chega a umas conclusões importantes. O IPCC faz observações do passado e projecções para o futuro em muitos sectores. Cada uma é uma cuidadosa avaliação das indicações existentes. O segundo problema é o ataque sem fundamentos que nos faz o Sunday Times. A secção de perdas económicas é um tratamento equilibrado de assuntos importantes. Diz claramente que um estudo diz que sim, que aumentam as perdas, mas que outros dizem que não. O tom é equilibrado e tem palavras de cautela. Ao escrever, rever e editar esta secção, os procedimentos foram cuidadosamente seguidos para produzir avaliações adequadas à prossecução de políticas como é mandato do IPCC.
Mas isto, espremido, diz o quê? Que o Sunday Times não tem fundamentos, "e prontos"; e que fizemos tudo certinho, e que os nossos rebuçados são os melhores.


Os procedimentos, ah, os procedimentos. São duas páginas de publicidade épica sobre como o IPCC é grandioso, sem um único conceito lá dentro.
Porque é que temos de ser continuamente insultados por esta gentinha?



Sem comentários: