terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

IPCC vai atacar as crianças



Numa entrevista televisiva, Pachauri explica que agora vai passar a doutrinar crianças através dos media.

- It's interesting, because you're using the media now, obviously, and making the most of the media. What do you see as the next tools you could utilize to try to create change?
- Children. I think we have to sensitize the young, and tell them how their future is going to be affected if you don't take action today. And I think children are by and large very sensitive, and they understand. They know what's at stake, and I think that we can get
them to understand the seriousness of the problem, they will probably shame adults into taking the right steps.
- You feel like they can drive change.
- I think they could drive change, and, you know, they are certainly more effective than adults would be in a situation like this.

Entrevistador: É interessante, porque está a usar os media agora, obviamente, e a tirar o máximo partido dos media. O que encara como as próximas ferramentas que pode usar para tentar criar mudança?
Pachauri: Crianças. Penso que temos de sensibilizar os mais novos e dizer-lhes como é que o futuro deles vai ser afectado se não se agir hoje. E acho que as crianças são de longe muito sensíveis, e que compreendem. Sabem o que está em jogo, e acho que podemos levá-los a compreender a gravidade do problema, irão talvez envergonhar os adultos para que tomem as medidas certas.
Entrevistador: Acha que podem conduzir à mudança.
Pachauri: Acho que podem conduzir à mudança e, sabe, são certamente mais eficazes do que os adultos numa situação destas.


Como os adultos já não ligam ao IPCC, Pachauri opta por violar em massa o espírito das crianças, com a ajuda dos media. Porque as crianças não se defendem.  E para quê? Para se fazer dinheiro com quotas de carbono.
Isto começa a ter contornos de uma distopia, de uma realidade de horror.


Sem comentários: