sábado, 24 de abril de 2010

Como era a catástrofe há quarenta anos

Neste passado dia 22, Dia da Terra e aniversário do Camarada Lenine, muito as pessoas se divertiram. Uma das formas de diversão foi repescar previsões garantidas de há quarenta anos.

  • "Por 1985... a poluição atmosférica terá reduzido a metade a quantidade de luz solar que chega à Terra." Revista Life, janeiro de 1970
  • "A civilização vai acabar dentro de quinze ou trinta anos, a não ser que se tomem imediatamente medidas quanto aos problemas que a Humanidade encara." George Wald, biólogo, Harvard, 19 Abril de 1970
  • Por 1995, "... qualquer coisa entre 75 e 85 % de todas as espécies de animais vivos estará extinta." Senador Gaylord Nelson, citando Dr. S. Dillon Ripley, revista Look, Abril 1970.
  • Devido ao aumento de pós, cobertura de nuvens e de vapor de água, "... o planeta vai arrefecer, o vapor de água vai cair e congelar, e vai nascer uma nova era glaciar." Newsweek, 26 Janeiro 1970
  • O mundo vai ficar "... onze graus mais frio no ano 2000. Isto é aproximadamente o dobro do que é preciso para começarmos uma era glaciar." Kenneth Watt, a falar na Univ. Swarthmore, Abril de 1970
  • "A população vai inevitavel e completamente ultrapassar quaisquer pequenos aumentos na produção de alimentos que façamos." Paul Ehrlich, entrevista à revista Mademoiselle, Abril de 1979
  • "A poluição atmosférica ... seguramente que vai ceifar centenas de milhares de vidas, só nos próximos anos." idem.
  • Ehrlich também predisse que, em 1973, 200.000 americanos iriam morrer de poluição, e que em 1980 a esperança média de vida à nascença dos americanos seria de 42 anos.
  • "Já é demasiado tarde para evitar a fome em massa." Denis Hayes, Primavera de 1970
  • "Pelo ano 2000... o mundo inteiro, excepto a Europa ocidental, a América do Norte e a Austrália, estará a passar fome." Peter Gunter, North Texas State University, Primavera de 1970.

Sem comentários: