domingo, 4 de abril de 2010

Extensão recorde de gelo no Ártico


O AMSR mostra que, para o últimos oito anos,se atingiu a maior extensão de gelo ártico para esta data:


Primeiro que tudo, é um recorde de só oito anos. Acalmemo-nos. Mas também não é o Ártico a derreter todo, como eles diziam.
Isto, apesar de curioso, não nos diz muito para o futuro. A extensão de gelo ultrapassou a verificada no início de Abril em 2003 (azul). Mas não é, também, a maior extensão dos últimos anos; estas terão ocorrido em 2003 (azul) e 2008 (amarelo), no mês de Março. O atraso no máximo de gelo, em relação aos outros anos, é curioso.
O que nos diz isto para o que nos interessa, que é a extensão de gelo mínima que há de haver em Setembro? Nada, julgo. Depois de uma bom gelo de inverno em 2008 e 2009, os mínimos de verão foram mesmo mínimos. Por outro lado, nenhum dos máximos desses anos ultrapassou o de 2003.
Ou seja, a próxima etapa de observação é em Setembro/ Outubro de 2010, a não ser que alguma tendência se mostre antes disso. Entretanto, podemos esperar sentados.
Isto contraria os gritos histéricos alarmistas produzidos por gente como Mark Serreze, do NSIDC, que não só diziam que tudo ia derreter (em 2013, como dizia o Al Gore?), mas também que a recuperação do gelo em 2008 e 2009 não tinha qualquer significado.
Agora já não dá mais para a táctica da avestruz.



Tiveram de dizer que afinal se tinham precipitado e que tinham concluído a partir de poucos dados, que é uma coisa que andamos a ver muito nos últimos tempos. Lembremo-nos: umas tantas medições não chegam para uma tendência segura. Muito menos duas ou só uma. Até Phil Jones teve de dizer que não havia aquecimento (nem arrefecimento) significativo desde há vários anos.
Portanto, os aquecistas passaram a focar a atenção noutro parâmetro, que este já não serve: a quantidade de gelo com mais de quatro anos (gelo "velho"). Esta não pode falhar, porque nos últimos quatro anos derreteu bastante do que já lá estava antes. Não há, nem pode haver, muito gelo "velho", senão daqui a outros quatro anos. E o gelo velho é uma medida do passado, não do que se passa agora; já foi, já acabou.

http://wattsupwiththat.com/2010/04/03/quote-of-the-week-33-what-no-death-spiral/
http://www.ijis.iarc.uaf.edu/en/home/seaice_extent.htm

Sem comentários: