sábado, 3 de abril de 2010

Greenpeace advoga o terrorismo

No blog do Greenpeace, podemos ler um artigo de um qualquer “Gene do Greenpeace da Índia” a advogar a passagem à desobediência civil e à margem da lei.
"The politicians have failed. Now it's up to us. We must break the law to make the laws we need: laws that are supposed to protect society, and protect our future. Until our laws do that, screw being climate lobbyists. Screw being climate activists. It's not working. We need an army of climate outlaws.
”The proper channels have failed. It's time for mass civil disobedience to cut off the financial oxygen from denial and skepticism.
”If you're one of those who believe that this is not just necessary but also possible, speak to us. Let's talk about what that mass civil disobedience is going to look like.
”If you're one of those who have spent their lives undermining progressive climate legislation, bankrolling junk science, fueling spurious debates around false solutions, and cattle-prodding democratically-elected governments into submission, then hear this:
”We know who you are. We know where you live. We know where you work.”
Traduzo bocados seleccionados:
Temos de infringir a lei para fazer as leis de que precisamos.
Precisamos de um exército de foras-da-lei climáticos.
É altura para a desobediência civil maciça.
Passam a sugerir ameaças a quem se lhes opuser, e especificamente aos cépticos da conjectura do aquecimento global catastrófico antropogénico: “Sabemos quem vocês são. Sabemos onde vocês vivem. Sabemos onde vocês trabalham.”
Como já escrevi noutro lado, onde James Hansen, da NASA, aprova um livro em que se advoga o terrorismo e a destruição violenta da civilização para favorecer a política supostamente ambientalista designada de aquecimento global, esta gente devia estar toda presa. Não anda tudo a berrar que vai lutar contra o terrorismo? Não chega até o Bin Laden ser favorável a esta treta toda?  
 

É verdade que este texto do "Gene" é de adolescente, mas não deixa de sugerir uma política, e o Greenpeace publica-o, mesmo que seja num blog. Porque até os adolescentes gostam de fazer coisas adolescentes com política, e a generalidade dos discursos políticos são adolescentes.

O Greenpeace é uma das organizações mais ricas do mundo.
(Via Lubos Motl e The Reference Frame.)

Update: A acreditamos na Wikipedia,  o Greenpeace faz parte de uma lista de organizações consideradas ecoterroristas nos US, por desobediência civil, sabotagem, uso ilegal de dinheiro e influência, e crimes de pirataria de alto mar, e já terá sido condenado algumas vezes.

Sem comentários: