sexta-feira, 16 de abril de 2010

TPC para o fim de semana



O NoFrakkingConsensus publicou o prolongamento natural do seu publicado chumbo do 4th Assessment Report do IPCC: Com que se parecerá o relatório, se cortarmos as partes que não são peer-reviewed? Fica com este aspecto:

Erupção do Eyjafjallajokull devida ao Aquecimento Global! (*)


(Atualizado segunda vez)

É tanta maluqueira que até fico com a cabeça à roda. Alguém começou, no WUWT, a dizer, por piada, que a erupção do Eyjafjallajokull se devia ao derretimento do gelo do glaciar que o cobria. Mas, vejam: o No Scientist, em 2008, e recentemente o Sc Am, noticiam que as erupções podem ser devidas ao derreter das camadas de gelo que cobrem os vulcões.

Indiana Jones e o calor perdido?


Desde há uns tempos que a gente que faz modelos descobriu uma coisa intrigante: falta metade do calor que os modelos dizem que devia haver. Concluem que tem de estar nalgum lado.

quinta-feira, 15 de abril de 2010

GISS: Tudo em bikini em Sodankylä


O Steve McIntyre, campeão anti-hóquei, nota que o GISS produziu para este março, na Finlândia, o tempo mais quente que alguma vez houve na história, para todas as estações finlandesas (para março!).
O mapa de anomalias do GISS mostra que houve um hot spot por lá:

Eyjafjallajokull


É um glaciar com um vulcão na Islândia. Pelo nome, podia bem ser qualquer coisa...
Tem estado em erupção e as coisas de ontem para cá ficaram feias.
As nuvens de cinza obrigaram ao fecho dos aeroportos nos UK, Finlândia, de Gaulle e outros em França (talvez mais, mas não tenho notícia), Noruega, Suécia, Holanda e Dinamarca, até agora. Irão continuar fechados pelo menos até à manhã de amanhã.

Video: CO2 e plantas


Empreendedorismo: Imensa produção fotovoltaica de noite em Espanha


O Ecotretas traz-nos notícia deste avanço tecnológico interessante: os nuestros hermanos aprenderam a fazer eletricidade com painéis fotovoltaicos de noite. É mesmo disto que a gente também precisa para continuar na vanguarda da inovação, do empreendedorismo e das energias renováveis. Os malandros não nos dizem é como se faz.

Inquérito ao CRU: todos bons rapazes


Acabou o inquérito ao CRU, e são todos bons rapazes.

We saw no evidence of any deliberate scientific malpractice in any of the work of the Climatic Research Unit and had it been there we believe that it is likely that we would have detected it. Rather we found a small group of dedicated if slightly disorganised researchers who were ill-prepared for being the focus of public attention. As with many small research groups their internal procedures were rather informal. ”


Resumindo: Não vimos nada de errado cientificamente no trabalho do CRU. O que encontrámos foi um grupo de cientistas baralhados por estarem a ser alvo da atenção pública. Como quase todos, eram só um grupo de gente informal.
Todos bons rapazes, que ficaram desorientados com as luzes. Pobrecitos.

AR4 do IPCC: uma burla de alto a baixo


Já está por todo o lado excepto, seguramente, na Reuters, na AP, na AFP e na imprensa em geral: depois de 40 pessoas, sob a coordenação de Donna Laframboise, terem revisto todas as 18.531 referências bibliográficas do 4º relatório do IPCC (2007), conclui-se que 5.587 (30,1%) não são científicas. O relatório do IPCC é uma bostada e não vale um caracol furado.

domingo, 11 de abril de 2010

Na semana passada


A extensão de gelo ártico atingiu um valor recorde para a data, desde 2002, segundo o AMSR-E.
Os conjuntos UAH e RSS mostraram o março mais quente, pelo menos desde 1998.
O Greenpeace retirou do seu blog um post ameaçador.
Foi lançado o Cryosat-2, satélite europeu que vai medir, entre outras coisas, a espessura do gelo.
A concentração de gelo do Ártico parece estar nas melhores condições de há muitos anos.
Segundo o NSDIC, começou o degelo Ártico, sem que a extensão de gelo atingisse o valor médio – por uma unha negra.
Foi aceite para publicação um artigo sobre nuvens.
Donna Laframboise promete divulgar em breve quantas das 18.531 referências citadas no AR4 do IPCC não vêm de revistas científicas.

Assinem aqui, senão...


Na conferência sobre alterações climáticas que está a decorrer em Bona, os US e a UE estão a chantagear os países em desenvolvimento para assinar os acordos de quotas de carbono e limitações quanto às formas de produzirem a sua energia.